Cuidado, garoto

Vou acabar apanhando. Mas juro que sou inocente.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Noiva sem juízo














Tem coisa que só dando com um gato morto na cabeça das pessoas!
A garota gostava do cara, gostava mesmo, mas aí ela queria casar e o cara disse eu não vou enganar você eu gosto de você, mas não posso casar agora, porque o povo conta comigo. É muito coração sentido para eu consolar. Ela disse se você não casar comigo vou casar com seu melhor amigo que vive dando em cima de mim. O cara disse você não faria um troço desses porque cinco de suas seis amigas deram em cima de mim e eu não saí com elas. Só a sexta que eu vacilei um pouquinho mas você perdoou. Ela bateu o pé pois eu faço duvida?
Ele implorou olha eu faço o que puder mas não cometa uma loucura. Ele adorava a palavra cometa. Mas não é que a danadinha ficou noiva do melhor amigo dele. Ele disse para o amigo cara ela vai te trair e o cara disse duvido porque ela só me trairia com você e você ela não quer mais, ela te odeia e não quer ver você pintado.
Ele se enfezou tanto que no dia do casamento, alugou um um carrão e parou no salão do dia da noiva, vestido de motorista e entrou lá, disse para ela olhos nos olhos vim buscar a senhora dona Maria Luiza...
Pense numa mulher gelada, branca, pálida, arquejante. Eu adoro a palavra arquejante. Me lembra os seios femininos mostrando a respiração forte!
Se você quer saber o final disso vai ter que esperar que a tinta da caneta acabou por hoje.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Azar miseravi.



















O cara vinha no seu carro bem e bem pela paulista, quando o carro de boa parou. Só isso, parou. Veio o guarda queria multar, ele explicou, chamou o seguro, os caras vieram, recolheram o carro. Que azar miseravi.
Como é que ele ia para a reunião de emergência na multinacional em que trabalhava?
Perguntou, perguntou, pegou um ônibus. A carteira tinha cartão de crédito, tinha tudo, mas de dinheiro só tinha dois reais, metade do valor da passagem. Que azar miseravi. 
Ele falou eu vou descer aí. O cobrador falou para o motorista ele vai descer aí. 
Mas aí, uma garota gata demais, de óculos escuro e um vestido longo tipo mágico falou quanto falta? Ele disse três reais, ela disse eu completo. Ele pensou, que sorte miseravi!
Ele disse para onde esse ônibus vai, ela riu demais, o sorriso de fechar um escritório e fazer greve geral. Ela falou Itaim Bibi, eu moro lá, meu carro está no conserto... Ele disse eu também. Ela disse, seu carro quebrou também? Ele disse meu carro quebrou também e eu também moro no Itaim Bibi. Numa altura dessas, ele moraria até no Itaim Fom Fom. Ela disse, que bom, então vamos conversando...
Ele pegou o celular, ligou para a multinacional, falou meu carro quebrou, não poderei ir à reunião.
O cara do outro lado da linha falou que azar miseravi. Ele sorriu, falou tudo bem, acontece. E desligou. Perguntou para a moça, você mora com a família?...
Ela disse moro, mas eles estão na França eu fiquei sozinha e deu um problema numa máquina. O cara falou com os olhos lacrimejando e sacudindo a cabeça  de pena da garota, que azar miseravi o seu, posso ajudar?
Ela disse você faria isso por mim?...

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Veja você!














O nome do cara era Arquibaldo, vulgo Xaxá. Ele estava começando a namorar com a Sunnie. Gente, a Sunnie era a coisa mais linda que esse planeta já produziu, mas Arquibaldo era o meu melhor amigo.
Sunnie me disse Nil, Arquibaldo só vive soltando pipa e ainda não saiu um beijo.
Eu pensei, veja você, que situação!
Eu falei, em que posso ajudá-la, Sunninha?
Ela disse, ahhh me leva para casa que eu vim aqui falar com ele e ele está lá na laje soltando pipa.
Eu pensei, veja você, que situação!
Eu disse, Sunninha, você é a garota mais bonita que eu já vi de frente, de lado e de costas, se eu levar você pra casa não vai prestar, mas o Xaxá é meu amigo.
Ela falou há um momento na vida em que a gente tem que tomar uma decisão, Nil. Eu estou tomando a minha.
Eu pensei, veja você, que situação!
Eu disse, tudo bem, Sunninha, mas você tem que terminar com o cara primeiro!
Ela falou tá bem e gritou Xaxá, não quero mais namorar com você!
Ele gritou da laje: Tudo bem, pede para o Nil me trazer um rolo de linha que tá na cômoda?
Ela pegou na minha mão... Suei frio, eu juro. Virges! Era linda demais!!! Quinze anos! Primeiro namorado...
Veja você, que situação!!!

sábado, 4 de fevereiro de 2017

798.














Se há duas coisas que eu adoro são números gigantes e contar esses números. Uma vez eu contei pacientemente setecentas e noventa e oito bolinhas. Levou quase uma hora entre a madrugada e o amanhecer.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Rabiscos...




















Quem não tem uma baita saudade daquela época do vestibular em que rabiscávamos a roupa dos nossos colegas de estudo, de curso, de dias e noites matando fórmulas e decorebas?
Lembro de Aline! Ela era linda demais! Como estudamos para o vestibular!
Passamos!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Fusca-bala.
















O cara botou no face: vendo fusca-bala 76, por favor tratar in box. 

Essa menina aí, que era amiga da amiga da amiga da amiga dele falou com o cara no reservado: Meu nome é Sheila, eu adoro carros antigos e gostaria de saber quanto você quer no fusca. Eu amei esse carro, é o carro do meu sonho.

O cara disse que ela poderia dar uma volta para ver e marcaram. Ela morava em outro estado mas ele disse que isso não era o menor problema e que levava o fusca lá! E foi.

Acabaram morando juntos, na casa dela. Depois foram para a casa dele, e moram juntos.

O fusca??? Ahh, o fusca-bala não era dele. Era de um amigo. Ele fez só uma brincadeira para zoar o cara que tinha um troço velho daqueles.

Depois que Sheila fez o contato, ele implorou ao amigo por um dia inteiro, e comprou o fuquinha por cem mil reais...

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Epistemologia.
















Para me provar a insignificância de certos pequeninos fatores diante da grandeza evidente que prevalece, meu professor de Epistemologia me disse:
- Essa moça é do primeiro período, e ainda ontem me perguntou seu nome...
- Papai!!! Como essa mulher é linda! E o senhor disse a ela, professor?
- Mas é claro.
- Professor, por favor, e como é o nome dela???
- Eframegenilda Nazarena Cruz... O apelido é Nil...

domingo, 1 de janeiro de 2017

TAG adaptada RETROSPECTIVA 2016













Lembrando que essa TAG foi proposta pela Jéssica Mirtiany do blog Sweet Hope.

1) Quais foram os destinos viajados em 2016?
Viajei para o Espírito Santo, Vila Velha, Cachoeiro, para o Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Arraial do Cabo, Volta Redonda, Angra dos Reis, Trindade,  para Minas Gerais, Belo Horizonte, Lavras, Divinópolis, Itanhandu, para São Paulo, Extrema, Cruzeiro, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Ubatuba, São Luís do Paraitinga, Ribeirão Preto, Campinas, Araraquara, Peruíbe, Itamambuca, Ilha Bela, para Paraná, Curitiba, Ilha do Mel, São José, para Santa Catarina, Florianópolis, Camboriú, Cascavel, para Goiás, Caldas Novas, Goiânia, para o Distrito Federal, para Amazonas, Manaus, para Maranhão, Ribamar, Alcântara, São Luís. Teve algumas que eu esqueci.

2) O que vai deixar saudade do ano de 2016?
O ano todo. Tem como repetir?

3) Quais são os aprendizados de 2016?
Fazer filé de peixe a escabeche, boliche, fazer negrito no whattsap, alfabeto de trás para a frente, como memorizar as coisas para sempre (um programa legal demais, eu esqueci o nome dele), monografia, pescar. Teve mais bastante coisa.

4) Defina em uma palavra o ano de 2016.
Acabou.
5) Qual é o seu maior arrependimento em 2016?
Virges. Não sei. Eu disse para uma mulher que ela é bonita ela nem respondeu. Soubesse, eu teria dito ô coruja.

 6) Na sua opinião qual é o filme do ano?
Jason Bourne.
7) Qual é a sua música ou estilo musical mais ouvidos do ano?
Jocelyn Brown, Always there, a música não é desse ano, mas é melhor que todas desse ano.
8) Experiências remuneradas em 2016.
Eu quero matar a Dilma e o Temer. Ganhei pouco, só na minha área.
9) Autor do ano, para você, em 2016.
Mario Sérgio Cortella, Por que fazemos o que fazemos?
10) Qual é o melhor livro do ano?
Mario Sérgio Cortella, Por que fazemos o que fazemos? Mas, dá uma lida em Turgueniev, Pais e Filhos, que é de alguns poucos anos atrás.
11) Qual é o seu post mais popular desse ano?
Eu sou super-popular, sempre, o problema é que meus leitores são tímidos e como sabem que sou modesto, não comentam muito, mas todos os meus posts arrebentaram. Não confundir com os posts anteriores, que eram de amigos. Os meus são os últimos, assinados com as iniciais LC. Vou indicar o último, na curva, que é um tratado filosófico, psicológico, mecânico feminístico motociclístico. 
12) Lugar mais marcante que foi esse ano?
Sem chance, não tenho essa memória, foram duzentos excelentes.

13) 3 desejos para 2017.
Repetir 16.
Se der sorte, ser melhor que 16.
Ir aos Bálcãs.

14) Deixe uma mensagem para você ler no fim do ano de 2017.
Cara, como eu estou feliz de estar vivo! Quando escrevi, estava com uma enorme esperança disso!
15) Indique esta tag para quantas pessoas quiser.

Todos os meus leitores se sintam convidados. Valeu

domingo, 11 de dezembro de 2016

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Mais um e menos um.




















Toda vez que ela passa com seus dois corações, eu fico sem nenhum... Porque o meu para. Alguém me disse que é paixão. Não é. É Matemática. É essa questão de soma e subtração. De mais um e menos um.
Lc

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Erros de Português... Cacofonia...


O menino tinha escrito na redação que a boca dela era irresistível; que a boca dela era doce, macia, umidinha, cheirosinha; que a boca dela era a coisa mais deliciosa que ele já tinha provado... 
Irritado, o professor analisou diante de toda a classe aquela redação, e expressou nervosamente que "a boca dela" era uma cacofonia intolerável! Por isso, a nota era zero!
Mas o menino... Ah, o menino... O menino estava perdido perdidamente na boca dela...
Lc

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Mulheres...




















A parte que eu entendi perfeitamente, foi: some da minha frente, seu bandido cínico; não quero mais ver a sua cara!...
A parte que eu estou ainda refletindo e um pouco confuso é: vai assim, sem me dar um beijo?!
Lc