Ganhei de todo mundo na geneiedade.

terça-feira, 8 de abril de 2014

Decisão.








Deves decidir-te se vais deixar envenenar-se teu dia das maldades que há no mundo ou se te encantarás dele nas inocentes belezas que o mundo tem.
Lcc

14 comentários:

  1. Bom dia caro amigo..
    para isto que aqui deixaste deixo uma palavra que se chama egrégora...
    quando esta é formada e positiva abranda nosso ser.. e tem a negativa tb..
    tudo depende de nós..
    te sugiro que procure no google por yoga do globo azul.. este simples yoga ajuda a nos conectarmos..
    caso queira podes me pedir por email tb.. abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço o termo que citaste. Egrégora e ágora são termos gregos clássicos e bem conhecidos. Respeito tuas convicções. O pensamento coletivo, de fato, tem sua força. Contudo, a atribuição de um valor metafísico, ou seja, um conceito filosófico-religioso como a yoga do globo azul é desnecessária, uma vez que o homem natural, por uma simples decisão de caráter, opta pelo bem ou mal, independente de conectar-se ou concentrar-se. O homem faz o que decidiu ser em seu íntimo. O conceito de ‘meditação’ dos cristãos me parece mais definido, mais completo, porque há uma fonte pessoal. Trago certa simpatia com aquele conceito, embora seja um humilde cético. Mas meu texto tem apenas a pretensão de dizer que muitos veem o lado mal da vida, e seus dias são nebulosos. Outros, veem o lado bom, e isso torna seus dias lindos. Abraçosssssss

      Excluir
  2. oi Lucas

    Nunca fui fã de maldade, não faz parte da minha personalidade. Claro que não sou boazinha 100% tenho o meu lado negro rs... mas procuro não alimenta-lo.

    tenha um lindo dia =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deves ser eternamente grata a teus pais que a formação que te deram permitiu que teu caráter não se voltasse para o mal como uma forma de pensar, falar e agir. Muito do que somos é o que nossa formação nos fez. Ninguém é bom por definição. Somos seres passíveis do bom e do mau, do bem e do mal. Contudo, tens plena razão de que minguar as oportunidades ao mal, deixar de alimentá-lo, tanto quando deixar expandir-se o bem em ti, já é um grande passo para uma vida plena. Sê feliz. Que tenhas lindos dias.

      Excluir
  3. Pra mim só o bem, sempre o bem! A maldade não tem vez, não!
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cachorrinho e seu rolinho verde é a mais pura representação da inocência. Ele é puro e inocente, e tudo que deseja no mundo é brincar de 'rolar' o rolinho. É óbvio, tu e eu não acreditamos que a vida seja rolar um rolinho. Mas, a inocência, a bondade, o inofensivo, o belo, a poesia da vida... É isso que fala forte em nosso pensamento. Um sussurro do bem pertinho de nós fala mais alto aos nossos ouvidos que toda a gritaria da maldade à volta. Grande beijooooooo, pequena

      Excluir
  4. Tudo é uma questão de escolha. Se tiver que escolher alguma coisa na vida, o melhor caminho é escolher aquele caminho que leve ao bem. Que nos faça bem. A vida é curta demais para gente ficar amarrada em tudo aquilo que não nos faz bem. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vero. Estas corretíssima. Molto bello. Mesmo que às vezes só tenhas a intuição ou pressuposição de que a escolha é pelo bem; mesmo que ainda não saibas se de fato será; o mais importante é aquela intenção que somente teu coração conhece, de fazer o bem, de SER o bem, um instrumento do bem. Beijosssssssss

      Excluir
  5. Temos o grande poder de escolha e que decisão maravilhosa é poder dizer sim a simplicidade das coisas, aos acontecimento genuínos que surgem todos os dias, basta apenas ter olhar, ter coração e dizer, sim eu aceito o encantamento da vida.

    Suas palavras são das incríveis belezas que o mundo tem!
    Beijoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu gostas do termo ‘maravilhosa’ e acho isso muito interessante e belo. De fato, é uma decisão propícia a deslumbramentos (maravilhas) aceitar as coisas simples e genuínas de todos os dias no olhar, no coração, desapegando-nos daquelas que nos feririam gratuitamente. A vida se encanta, de fato, de tais simplicidades e benesses e está em nosso poder escolhê-las. Sou-te grato pela avaliação tão carinhosa de minhas palavras. Sabes o quanto te admiro. Beijossssss

      Excluir
    2. Lucas, adorei seu blog.
      Adorei mais ainda a sua visão da vida . Concordo demais que ppdemos escolher como reagir e como nos posicionar com nossos sentimentos e nossas experiências. Eu sou do time que prefere dar valor às pequenas coisas e procurar ver a vida menos sisuda do que realmente ela é. E me sinto mais leve e feliz assim.
      É isso aí. Abs

      Excluir
    3. Deixaste-me muito recompensado em minha cuidadosa escolha de pensamentos. Por vezes, eles demoram muitos dias a vir. Muitos são rejeitados por não dizerem exatamente aquilo que eu desejara. Mas os que são postados levam exatamente minha visão da existência. É vero que a escolha da reação é nossa, ainda que a ação em si não fosse. E essa dádiva preciosa de podermos escolher buscar o melhor deve ser inspiradora de uma busca exatamente desse melhor. Pordemos procurar ser felizes, podermos fazer pessoas felizes, isso torna a vida verdadeiramente bela. Também me sinto muito mais leve e feliz assim. Abraçossssss

      Excluir
  6. De cara já amei a imagem, que fofurinha! Eu já me decidi quero viver meus dias apreciando toda beleza que o mundo tem e também a encontrar belezas onde eu acho que não tem.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Encantei-me desse cachorrinho tão logo o vi! De imediato, veio-me o pensamento que postei porque, como tu, eu já me decidi que meus dias devem me ter apreciando a beleza, identificando-me com os que as procuram, encontram e apreciam, e sendo generoso (como tão belamente disseste) com aquilo que não seja reconhecido como sendo belo. Beijossssssssssss

    ResponderExcluir

A princípio, responderei a seu comentário, pois considero isso uma parte muito agradável da postagem.