Ganhei de todo mundo na geneiedade.

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Olhares.














Às vezes as pessoas se encantam de estruturas grandiosas, do que é complexo, rico, ultrassofisticado... E às vezes os olhos de alguns podem encontrar a maior beleza do mundo onde muita gente diria que não há nada...
Lcc

30 comentários:

  1. Perfeito Lucas, há riquezas interiores maiores e melhores que as exteriores.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembraste-me disto: "o essencial é invisível para os olhos...". Não que não exista riquezas exteriores importantes ou belas, mas as interiores podem ser e muitas vezes são, sim, maiores e melhores. O coração vê além. Beijosssssss

      Excluir
  2. Bom dia Lucas.. sou muito observador.. não deixo coisas pequenas escaparem dos olhares.. tudo tem vida.. e o mais simples tem a maior riqueza em si.. abraços amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazes bem, caro amigo. Pequenas coisas. Luciana Mello canta: "...um abraço, um sorriso, um aceno, coisas fáceis... gestos tão pequenos... coisas fáceis..." Tens razão, tudo tem vida, e a vida mais simples pode ter um valor inestimável. Poderão os quadros concorrer com a natureza? Abraçosssss

      Excluir
  3. Tão especiais são essas pessoas que enxergam belezas nas simplicidades da vida :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vero! Praticamente a 'primeira coisa' que se nota numa pessoa cheia de vida é seu amor até pelas coisas mais simples da existência, um sorvete, uma caminhada, uma palavra, uma lembrança. O que marca um momento tem beleza. O que marca os olhos tem beleza. Nós somos capazes de grande sensibilidade, se nos deixarmos encantar. Beijosssssss

      Excluir
  4. Olá, Lucas! Então :) Deixo aqui uma frase da minha filha karolina: Mãezinha, como pode que tu vê beleza em tudo, até num formigueiro? hehehee! É não é verdade? Formigas são lindas, delicadas, ágeis. E fazem parte da natureza, como não se encantar? Beijooo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karolina é muito observadora! :) E está sendo moldada à forma e ao jeito da mamãe. Então, logo compreenderá o quanto a vida é bela e o quanto o que temos é precioso. Talvez escreva poemas indescritíveis, ou talvez expresse seu sentimento de alguma outra forma muito bela. As formigas são um universo, a natureza ao nosso redor são muitos universos, os céus são outros infinitos. Como não nos encantar? Perguntaste bem. Beijosssss

      Excluir
  5. Concordo.
    Sejamos nós os que encontram beleza onde parece que ela não existe.

    Lu
    dosamoresmeus.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algo de especial no que disseste me tocou. "Sejamos nós". Pois se encontrar a beleza das coisas não for delírio da mente, certamente há de ser: ou porque a beleza lá esteja, e quem a vê tem a rara percepção que diferencia as almas sensíveis e nobres; ou porque a beleza transmitida àquilo que se viu partiu de dentro do coração de quem as enxergou, o que muito mais testemunha do qual generosos são tais olhares. Concordo muito contigo! Beijossssss

      Excluir
  6. Olá amigooooooo...sempre que venho aqui me deparo com otimas reflexões, estava cm saudades!!! Para mim não há sofisticação melhor do que a simplicidades dos gestos que nos fazem felizes... beijossss *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estava com saudades de ti. Sabemos o quanto tens estado ocupada. Mas fazes falta! É uma bela verdade, aquilo em que tocaste. A maior e melhor das sofisticações é a que encontra o valor escondido dos seres e das coisas. Quão fácil é achar o belo no aparente. Quão raro e diferente é achar o belo que se esconde na simplicidade! Isso nos faz, de fato, felizes. Beijosssssssss

      Excluir
  7. Olá! Em primeiro lugar sou suspeita em comentar sobre fotos, pois amo-as. Em segundo sou apaixonada por natureza o q casa bem com essa foto. Enfim, a primeira coisa q chamou minha atenção são essas pedrinhas no rio...Tive q ampliar a foto...Adoro pedras, sei lá o q vejo nelas, devo ter um caso com elas...rs. Quanto a escrita suas reflexões são deverás magníficas, por vzs em coisas q consideramos banais e q vc a torna atrativa e discursiva. Isso é belo...rs. Como vc mesmo diz. Perdoe-me por abreviar, tenho preguiça de escrever. bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gosto de fotos e da natureza, então, penso que esta foto falou muito alto ao nosso gosto. Eu sou especialmente interessados que os leitores vejam primeiro a foto ampliada, antes ou depois de lerem o texto, pois isso realça muito o sentido. Pedras nos rios falam de muita coisa. Há pelo menos doze bons significados que podemos tirar desse encontro. Agradeço-te o que disseste sobre os textos, pois minha limitação leva-me a pensa-los muito, muito. Então, é muito bom que o resultado seja a comunicação de alguma verdade escondida, na qual possamos refletir juntos. E, à medida que os comentários saem, a ideia proposta se aperfeiçoa muitíssimo, e isso é muito belo. Deves escrever como te pareça melhor. É muito bom, por extenso ou abreviado. Beijosssssss

      Excluir
    2. Boa tardinhaaa! Fiquei muito curiosa pra saber quais esses doze significados. Sei q sua postagem tem em foco 'olhares em coisas simples ou complexas', cada um tem o seu...se possível tira-me dessa. beijo grande!

      Excluir
    3. Desculpa-me ter feito surgir tua curiosidade. E agora? Procurarei postar, então, numa ocasião mais à frente, algo sobre tais significados. Peço-te só um pouco de paciência. Beijosssssss

      Excluir
  8. Sim, muitas vezes sim!
    Os olhos sempre em buscam das pequenas coisas belas e importantes!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O interessante é que não há, necessariamente, um exercício que devêssemos fazer para isso. Antes de nos exercitarmos a ver as coisas belas, há uma tendência interior, que vem com a felicidade e a serenidade da vida, que nos põem propensos a enxergar mais e melhor as diversidades e belezas das coisas e das pessoas. Sob olhos felizes, podemos ver mil cores no preto-e-branco do cotidiano. Beijosssssss

      Excluir
  9. Amei a sua reflexão. São nos pequenos detalhes que enxergamos as belezas mais incríveis. Não é preciso viver no meio do luxo para encontrá-las. Basta aguçar a sensibilidade e deixar o olhar do coração procurá-las. Será fácil encontrar as verdadeiras belezas da vida. Beijinhos estalados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Detalhe é um termo muito interessante! ‘Talhar’, cortar aos pedaços, e observar cada pedaço são no mínimo três artes: atenção, concentração e paciência. O mundo é corrido, a vida é veloz demasiado. Assim, o que passa não é belo, porque sequer o vemos! É preciso ‘descer das conduções da vida’, se quisermos ver a vida. Tu falaste em sensibilidade, em procura. Tens razão. Um passeio de duas pessoas pode ser o melhor dos passeios do mundo, se elas desenvolvem entre si a arte de ver e compartilhar como o veem. É belo. A vida é extremamente bela. Mais bela, em detelhes compartilhados. Beijinhossssss estalados

      Excluir
  10. Lindo! Em estado puro, a vida e a felicidade são coisas cheias de simplicidade. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alcançaste os termos mais adequados, os melhores: estado puro. É isso que a vida e a felicidade encontram na simplicidade. Tanto quanto a felicidade e a simplicidade encontram na vida. Tanto quanto a simplicidade e a vida encontram na felicidade! A beleza está nisso! Aliás, se tirares do que escreveste o termo ‘lindo” do início e o toque carinhoso do final (“beijos”) tens algo digno dos maiores pensadores da História. Esse poder de resumo é uma raridade admirável. Foste muito bela. Beijosssssss

      Excluir
  11. É sempre bom encontrar beleza fora dos padrões que nos são impostos. Encontrar a beleza no q é simples, no cotidiano. ISSO é viver melhor e mais feliz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que peso belo de singularidade trouxeste ao que tratamos! Ainda não havíamos tocado na singularidade! Claro que há certa razão em todos gostarem de determinadas coisas. Deve haver algo especial ou atrativo nelas para isso. Mas há um momento em que muitos passam a gostar de coisas porque a maioria gosta, e isso mata nossa singularidade. Eu sei que muitos gostam de uma Disney. Por que não? Também gosto. Mas gosto mais de sentar-me na pedra de um rio, tomar sol, deixar molhar meus pés, falar da vida. Eu gosto mais disso. É singular em mim, talvez seja na mulher com quem venha a casar, e isso nos deixará mais próximos. Mas se ela gostar da Disney porque é singular a ela, iremos felizes aos dois lugares. Tens absoluta razão, isso é viver melhor e mais feliz! Beijosssssss

      Excluir
  12. É o que tenho repetido sempre: Dá valor as coisas simples, não por serem melhores; mas por serem mais sinceras!

    ótima semana
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho, de fato, acompanhado teu blogue, e tens, de fato, repetido sempre uma ideia de valoração das coisas simples que são nossas, que são de nosso gosto e preferência. Se as coisas simples não forem as melhores (não no sentido de moral, ética ou legalidade, bem entendido!), mas forem as que gostamos, o “melhor” é menos importante; e se forem as melhores (e, na verdade, a maior parte das vezes o são) tanto mais felizes seremos! Ótima semana a ti. Beijossssssss

      Excluir
  13. Perfeito! A beleza está na simplicidade da vida!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A simplicidade é a maior pintora de quadros do universo. Porque é a única que lhes confere vida natural. É a única que não sentencia as cenas à artificialidade. Se a simplicidade pintar os quadros de nossa vida, nossa vida terá as melhores cores que um pincel pode dar. Beijossssss

      Excluir
  14. É totalmente verdade o que dizem essas frases!! Que postagem perfeita e maravilhosa!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico agradecido a ti! Espero que estejas sempre lendo. Quanto à postagem, há lugares maravilhosos na simplicidade. Basta ter olhos para ver. Beijossssssss

      Excluir

A princípio, responderei a seu comentário, pois considero isso uma parte muito agradável da postagem.