Ganhei de todo mundo na geneiedade.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Lugares.















Desde que eu te conheci, 

22 comentários:

  1. Oii!

    Sempre achei que a beleza do lugar está na companhia, e seu texto me traz esse pensamento novamente, só que de uma forma poética! Linda!

    Foi bom voltar aqui! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De certo modo, penso que tenho e tens razão. Metade do mundo dirá que há lugares belos por si. Outra metade dirá que 'beleza' é um conceito subjetivo humano, e que há mais de 'sentimento de beleza' do que de 'beleza' propriamente, num lugar. Então, estamos certos, porque é 'aquela' companhia que nos fez ter o 'sentimento de beleza' de todos os lugares, mesmo os que não tragam 'beleza' em si. Sim, tens e tenho razão nisto: há uma pessoa que faz dia de inverno com tempestade ser lindo; e há ausência de uma pessoa que faz dia de primavera ensolarada perder toda a sua 'beleza'. É imensamente belo e bom que voltes aqui. Beijossssssssss

      Excluir
  2. Ahh o amor, faz qualquer lugar ser o melhor lugar se a pessoa amada estiver por perto! Achei muito lindo!

    Lucas claro que existem vagas todas as vagas...você é o primeiro a querer participar fique a vontade para completar as frases e assim que postar vou atualizar seu link lá na postagem, estou curiosa para ver suas respostas!
    Muitíssimo obrigada por participar, fiquei super feliz :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O amor faz Van Gogh ser aprendiz, e seus quadros mais aperfeiçoados serem ensaios juvenis. O amor faz as Cataratas do Iguaçu serem jatinhos d'água, e as praias do Mediterrâneo empalidecerem seu azul. O amor é mais belo que tudo e torna tudo mais belo, e torna belo o que de belo nada tinha. Tu o disseste muito bem.
      Quanto às respostas, peço-te tão somente que possa postar em quatro a seis dias, que é meu prazo de postagem. Eu é que sou grato pela oportunidade que me dás. Beijosssssssss

      Excluir
  3. certos lugares precisam de pessoas e da atmosfera do amor para se tornarem infinitos e perfeitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se já tiveste teus olhos fechados, e se já fostes levada a algum lugar desconhecido, é claro que sempre muito belo e, abertos teus olhos, o visses. Nunca fiz isso na vida, mas é uma das coisas que mais desejo fazer. Mostrar lugares belos a uma pessoa. O que não sei fazer é 'fechar os olhos do lugar' para mostrar a ele essa que eu ali levaria, para que o lugar também abrisse os olhos e se encantasse com ela! rs Falaste perfeitamente da atmosfera de amor. Nela, o oxigênio é puro, e tudo se perpetua infinitamente.

      Excluir
  4. É bem assim mesmo. Quando gostamos de alguém desejamos a presença da pessoa o tempo inteiro e todos os lugares acabam se transformando numa expectativa de um encontro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E' bene. Abordaste um ângulo da questão troppo speciale: a expectativa-perspectiva! Confesso-te: passei dias, certa feita, incomodando-me com elas! Como são importantes à vida humana! São importantes demais a ti. A expectativa, porque sonhamos o que poderíamos ver. A perspectiva, porque começamos a ver o que tanto queríamos ver! Um encontro é cinema, é poema, é varanda em tarde de chuva, é varanda para o mar! E qual seria o lugar, sim, na terra, qual seria o lugar que só por isto já não fosse lindo?!

      Excluir
  5. ahhh essa vontade de está perto sempre é o que faz tudo ser mais intenso. Os lugares mais bonitos do mundo perdem a graça quando o tal afeto não está lá, nada substitui o que o nosso coração quer no momento. Nada é capaz de preencher o que o coração insiste em sentir. Então que seja reciproco, que seja bonito e que seja sincero... porque amar sozinho não dá, é desgastante e pior... é perda de tempo!

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É vero! 'Estar perto' e 'estar com' - são expressões que se unem para formar a situação ideal. Os lugares em que estamos 'sós' em referência a determinada companhia (embora nem sempre estejamos sós de outras pessoas) são momentos de saudade e expectativa. A reciprocidade é um fator interessante, pois não há uma variante, uma opção quanto a isto. Decerto, não há relacionamento sem reciprocidade, seria um paradoxo. Não há espaço para o 'eu' num relacionamento (como, de resto, em tudo o mais na vida). O mundo se chafurdou no 'eu'. Nosso mundo é egocêntrico e infantil. As pessoas demoram-se a crescer. Eu isso, eu aquilo, eu sou assim, eu quero assim, eu faço assado. O mundo do relacionamento é o 'nós'; bem como o relacionamento do mundo também é 'nós'. Como bem disseste, nesse sentido, o que não é compartilhado com alguém é pura perda de tempo. Beijossssssssss

      Excluir
  6. Creio que quando o amor é verdadeiro, dentro dele há algo que não se pode explicar. Algo do tipo: primavera o ano todo :)

    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disseste ‘quando o amor é verdadeiro’. O que mais há no mundo é o falso Então, tens razão: quando o amor é vero, dentro dele há ‘algo’ inexplicável. Foste mágica quando disseste: ‘algo do tipo: primavera o ano todo’. Sim, uma coisa tão gigantesca como conseguir-se primavera sempre é. E aquela pessoa, aquela a quem tu amas, é ela quem faz esse algo ser real para ti. Por isso, quem é amado tem enorme responsabilidade para com quem o ama. Beijossssssssss

      Excluir
  7. Aaaah, o amor... E essa ânsia quando nos apaixonamos! Como é bom!
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O amor torna alguém capaz de ficar olhando uma fotografia por largo espaço de tempo, e ao fim, dizer, despercebidamente: ‘ei, que estarás fazendo agora, neste momento.’ Troppo buono. Sei o que quiseste dizer com ânsia. Sabes quando todo mundo admira uma pessoa e ela pensa somente numa, com ela acorda e com ela adormece, e conforme sua arte, inventa apenas para ela: se música, músicas; se presente, presentes; se palavra, palavras! Com o único objetivo que ela diga ‘menino, que coisa bela tu sabes fazer!’ Penso que, com ‘ânsia’, quiseste dizer mais ou menos isto. Beijossssssss

      Excluir
  8. É exatamente isso, os lugares se tornam especiais, mesmo que apenas uma vez a pessoa tenha estado ali. Então o lugar também será recordativo. Penso que os lugares não se restringem apenas a espaços físicos, mas também envolvem os sonhos, que são ótimos lugares para poder encontrar alguém. Deve ser belo teu mundo italiano. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É vero! É vero! O número de vezes conta menos. Conquanto, obviamente, sempre se queira voltar ali. Adentraste a um espaço novo, mencionando sonhos como espaços de encontro. Perfeito! Ter um sonho com alguém amado num lugar especial é de dar parada cardíaca num adormecido. Se tal sonho não o matar, o despertar dele e ver que era somente um sonho acaba o serviço! Deveras, é desvario sonhar-se com a pessoa amada!
      Il mondo è molto bello, come si può vedere qui. Abraçossssssss!

      Excluir
  9. Os minutos mais preciosos do dia são aqueles que vivemos ao lado de quem nos completa.
    É aquele minutinho que dura "menos" que um minuto, pois a percepção do tempo muda, o tempo é sempre "rápido" demais e sempre queremos de novo, de novo, de novo e outra vez!
    O nosso paraíso é sempre onde o "nós" possar estar.

    Beijos e bom final de semana pra você, Lucas!

    Thatá

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, concordo plenamente. Deves incluir como tempo dos minutos mais preciosos a espera antes de a pessoa chegar. A expectativa de vê-la que se confirma pouco depois. Abrirmos a janela de vez em quando para espiar se a pessoa chegou! E isso é muito válido para abrir uma janela do computador, também! Janelas são janelas. Contudo, a partir da chegada, os relógios enlouquecem! É vero. Cada minuto tem quinze segundos! Ficamos mesmo querendo esse reencontro um milhão de vezes! Não há paraíso sem o ‘nós’. Não há paraíso sem dois terem encontrado no outro o um que se transforma na metade mais perfeita do nós. Bom final de semana a ti. Sê feliz, jabuticaba. Beijossssssssssss

      Excluir
  10. É verdade! Tem gente que tem o dom de eternizar momentos, lembranças, sons e lugares. Não importa quantas vezes, mas sempre que tu se deparar com determinado lugar, lá vem a tal lembrança bem viva daquela pessoa. Suspiros! (risos) Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vero! Sempre pensei em coisas como encontrar uma pessoa, pedir licença, deixa-la sentada ali cinco minutinhos e voltar com uma flor na mão. Dizer-lhe exatamente o que disseste: 'é para eternizar este momento'. Acredito que amor é surpresa, amor é criatividade, amor é diferencial, amor é eternização, amor são suspiros, amor é dizer-se: 'ninguém é como essa pessoa!' Beijinhossssssss

      Excluir

A princípio, responderei a seu comentário, pois considero isso uma parte muito agradável da postagem.