Caraca eu estou gostando de uma garota! Não sei o que faço com as outras seis.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Pequena pausa















Queridos seguidores. Como lastimo dizer que por algum tempo – não sei quanto – não poderei dedicar-me ao blogue, nem aos belíssimos blogues a que sigo com tanto prazer, nem àqueles que acabei de conhecer. Para se ter uma ideia, apenas um dos inúmeros projetos que me envolveram tomou-me quase setenta e duas horas de pouquíssimo sono e rapidíssimas pausas de alimentação. Lamento. Sou eu quem perde. Os blogues que sigo são as coisas mais belas que tive o prazer de conhecer na rede. Espero voltar, e logo. Escrevo por inspiração. Então, além da falta de tempo para a postagem em si e o acompanhamento dos blogues, escasseia a inspiração para criar textos e aqueles comentários looongos que tendes a paciência e o carinho de ler. Pessoas de trinta anos não deveriam ser estafadas assim como estou, não é?! rs Mas de forma alguma eu penso em fechar o blogue ou meu e-mail, pois aqui espero voltar o mais breve que consiga, e no e-mail estou à disposição, na medida do possível. Por hora, um grande abraço, um beijo, meu desejo sincero de que nos ‘vejamos’ logo e o desejo maior ainda de que cada vida aqui caminhe na felicidade, com a felicidade e para a felicidade. Com amor. Lucas N. S. Pinho
Lcc

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Inacreditável.














Queres ser uma pessoa incrível, inacreditável?
Sê uma pessoa que acredita no ser humano, que o ama apesar de suas falhas, que se interessa por ele sem segundas intenções, que o ouve e compreende, que o faz sorrir, que o surpreende docemente e que, acima de tudo, nunca perde a simplicidade.
Tu mesmo não acreditas que exista alguém assim, eu não acredito, ninguém acredita...
Então, sê!
Ll/Lcc

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Engraçadinha. (ou, Primeiro amor!)















Tu eras o meu parzinho em todas as nossas festas...
Tu eras a garota engraçadinha que brincava de dizer que me amava...
Juro-te que por pouco, sabe, por um pouquinho assim... – e eu te acreditava!
Lcc