Ganhei de todo mundo na geneiedade.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Contas!















Queres 

30 comentários:

  1. Bem verdade! É dividindo assim que a felicidade só aumenta. A matemática do amor é bem diferente da científica. No amor, quanto mais o indivíduo se doa, mais tem a receber. Concordo plenamente com você. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tens razão. Uma vez que ver a felicidade de outrem aumenta a nossa, quem divide felicidade entra num ciclo vicioso de bem-estar. A Ciência, conquanto a cada dia evolua, não encontrará jamais os números da Matemática do amor. É belo, isto que escreveste! Beijossssssss

      Excluir
  2. Bem direto! Concordo plenamente!
    Beijos ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que sim. Tanto em razão como em proporção, essa Matemática é direta e verdadeira. Felizes semanas a ti! Beijossssssss

      Excluir
  3. Incrível como dá resultado isso! Ótimo FEVEREIRO! abraços, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para aqueles que por acaso temam a experiência, nada como testemunhos como o teu. Deveras, dá resultado demais, tens razão! Ótimo fevereiro também a ti! Abraçosssssss

      Excluir
  4. Que grande verdade!

    r: Sem dúvida, obrigada pelas carinhosas palavras. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que nós possamos colocar em prática toda a extensão, altura, largura e profundidade dela! Não tens do que agradecer. Foste muito bela no que escreveste. Beijossssssssss

      Excluir
  5. Siiim eu quero!!! Precioso conselho, conta mais linda de fazer :)

    Beijos multiplicados *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também eu! E penso: quem não quer?! Somente alguém cujo coração ainda absorve o amargor dos sentimentos destrutivos. A conta é deveras bela, sim. Lápis e papel na mão! Beijossssssssss divididos! rs

      Excluir
  6. Ótimas palavras . E muito bom colocá-las em prática. Um abraço Lucas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, às vezes as palavras casam-se com um significado muito especial. Sinto-me feliz de as ter encontrado neste caso! Agora, tens razão, resta-nos a prática, sem a qual as palavras, por mais belas que sejam, a nada conduzem! Abraçosssssss

      Excluir
  7. r: Concordo consigo! Acho que que o Johnny já conseguiu provar o seu potencial interpretativo em alguns filmes tais como o "The Libertine", "From Hell" e "What's eating Gilbert Grape". Ele próprio não se importa com grandes papeis e pelo que tenho vindo a perceber, só faz aqueles que lhe chamam mais a atenção, aqueles no qual ele pode mostrar outra parte de si, não se importa com o lucro que poderá vir a receber. Acho que as interpretações dele são únicas, aprecio muito :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sabia que tínhamos posição semelhante. Às vezes, o que se pensa faltar a alguém, ator, cantor, jogador ou qualquer outra pessoa não é falta de talento, mas de oportunidade de demonstrar em toda a profunda intensidade que ele possa alcançar. Beijossssssssss

      Excluir
  8. Eu quero! Concordo com o pensamento. A felicidade pode estar em nós, mas ela só é completa quando compartilhada. Beijinhos estalados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também eu! Penso que a felicidade mora mais dentro da ação que da sensação. Logo, quando agimos, ela completa sua moradia em nós. Tens razão, poetisa. Beijinhosssssss estalados

      Excluir
  9. Concordo com isso.


    Abraço.

    AnaVi
    filhadejose.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca concordei tanto quanto neste momento da minha vida! Abraçosssssss

      Excluir
  10. Pensamento perfeito, para jamais esquecer.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que sim. Deveras, esquecer a divisão da felicidade é fechar-se em conformismo, egoísmo, sectarismo. Quando dividimos o bem, sem o percebermos, estamos trabalhando para destruir o mal. Beijosssssssss

      Excluir
  11. A multiplicação e a divisão são próximas!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais do que jamais, em toda a tua existência, possas imaginar! Beijosssssssss

      Excluir
  12. Simples e direto!

    A reter.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... e deixar transbordar!... rsrs Sim! Vero! Beijinhosssssss

      Excluir
  13. Não há melhor maneira de se ter felicidade abundante, do que transmiti-la a quem quer se seja, estranhos e conhecidos! Essa corrente do bem sempre voltará pra nós ;))
    Lucas, eu agradeço imenso pelo comentário tão gentil no blog. Espero sua visita sempre, será muito bem-vindo ;))

    Beijoo'o ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, concordo contigo. Estranhos ou conhecidos, com quem convivemos ou a quem nunca mais veremos. Transmitir felicidade é o maior projeto de uma vida humana. E esse projeto é perfeito, porque tal felicidade volta transbordante à origem! Perfeitas as tuas palavras! Espero estar sempre por lá. Beijosssssssss

      Excluir
  14. Lucas,

    muito grata por sua visita
    e por toda alegria de deixar-me palavras
    lindas para degustar,

    oque comprova o fato
    o ato, o grande mistério que guarda
    a energia que se permite compartilhar.

    Muito e grande prazer
    tenho,
    por estar na tua roda.

    Beijos

    Be



    *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu não sabes? O muito e grande prazer é meu! Mas, a roda, é minha, é tua, é nossa ou de quem é? Compartilhar é o verbo exato. Tens belas palavras! Isto é muito belo! Gratíssimo a ti! Beijossssssssss

      Excluir

A princípio, responderei a seu comentário, pois considero isso uma parte muito agradável da postagem.