Ganhei de todo mundo na geneiedade.

quinta-feira, 5 de março de 2015

O balanço...


 Havia um balanço

38 comentários:

  1. Este poema é perfeito! Pouca coisa encontrei que seja mais incrível que ele. Só tenho a elogiar-te. As palavras que usaste são demasiadamente apaixonantes, e isso fez com que teu poema se tornasse todo inspiração, sentimento, saudade e deleite. Também todo coração. Já o anotei aqui, pois, como disse, é um dos mais belos que já li. Tenho certeza que tens muitos outros poemas para mostrar para nós, então, por favor, mostra-os, porque mesmo tu não se considerando poeta fazes poesia com maestria! A música, nem se fala. Se há vinte que eu mais aprecio, The're you'll be se inclui na lista. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratíssimo a ti. Esse poema tem alguns anos, foi feito numa ocasião única e penso que, deveras, teu elogio tem muito de teu coração generoso, pois como poeta eu infelizmente não sobreviveria. rs Não chego a ter sete poemas, e eles são simples como este. A profissão exige de mim o ‘frasismo’ e é aquilo em que procuro desenvolver-me. Já os poemas, eu os deixo para algumas pessoas que são extremamente belas em os fazer. Tu, por exemplo, és uma delas. Faith tem músicas muito belas e inspiradoras. Decerto é uma de minhas 50 cantoras preferidas. Beijossssssss

      Excluir
  2. Nossa que bonito Lucas . Há pessoas , lugares, momentos que são tão especiais que acabamos nos questionando se foi mesmo real ou um sonho bom.
    Há muita beleza no que escreve.
    Um abraço !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É vero, há pessoas, lugares e momentos demasiado especiais. Então, passado determinado tempo, a mente se confunde, porque era belo demais. Chegamos a pensar que talvez tenha sido apenas um sonho. Deveras, é de se perguntar: sonhamos ou vivemos o que sonhamos? sonhamos ou vivemos o que vivemos? Beijosssssssss

      Excluir
  3. Que lindo ,Lucas! Bela inspiração em uma rede e no que aconteceu nela, que, de tão bom, deixa até dúvida se é ou não real. Adorei! abraços, chica e lindo dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato! Gratíssimo! Esta recepção que me dais deixa-me confortado, porque eu estava duvidoso de publicar. Para mim, de fato, não há mais que a descrição de uma situação copiosamente bela. Então, se há beleza no poema, é a situação que o criou. Eu apenas a descrevi ipsis litteris uma situação que transborda belezas. Então, se eu pudesse, haveria de transferir todos os créditos à dona da rede, à sua varanda e ao campo em seu sítio. Infelizmente, já não posso, ninguém pode. Abraçossssssss, minha amiga!

      Excluir
  4. oi Lucas querido

    Não tem coisa mais gostosa do que deitar na rede e apreciar a natureza e amar.
    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não me fales! A sombra e o geladinho de uma varanda... Deu-me até uma preguiça santa, bateu uma brisa no meu rosto, chegou a trazer a ideia ao pensamento, e jorrar aquela malemolência por minhas pernas e braços fatigados! Não sei se há coisa mais ou menos gostosa, mas sei que é bom demais. Senza parole, sole! Bjokasssssssss

      Excluir
  5. Como diz uma musica, "Ou feia ou bonita ninguém acredita na vida real". Bem isso vejo. Gostei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveras, a vida real é por vezes bela, complexa ou intensa demais para ser real. E quando isso se reduz a um espelho retrovisor, e daquela realidade mais nos afastamos, então é que mais sonho aparenta ser! Gratos! Abraçosssssss

      Excluir
  6. Lucas, que coisa mais linda! Às vezes quase conseguimos tocar o sonho, de tão real que ele parece ser. Acontece tambem de inventarmos um amor mais feliz, mais vivo. A nossa imaginação é fonte que não se esgota.
    Tua inspiração também não.
    Muito bom sempre ;**

    Bjo'o

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratíssimo! É vero! Certamente já despertaste de um sonho e demoraste considerável tempo tentando saber onde estás, e qual é a tua realidade. Já acordei sem saber onde estava. Já acordei, dormi novamente e continuei o mesmo sonho! Mas nada, nesta vida, se compara a tocar o rosto de alguém com quem sonhaste demais; nada se compara a tocar os lábios de quem sequer sonhavas poder tocar, nos teus melhores sonhos. E isso é o que torna a vida tão efervescente, tão rica, tão bela. Beijosssssssss

      Excluir
  7. Muito confortante, bastando apenas de fazer esta calma leitura, somos remetidos a um mundo realmente tranquilo, a rede a balançar e a brisa a nos alcançar. E de tanto sonhar creio que até mesmo este texto poderá se realizar.
    Ótima semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poderá se realizar sim. Ou poderá ter-se realizado. Ou poderá ser um sonho, que na verdade jamais existiu. Se há coisas belas na vida, as mais belas são as misteriosas, que não sabemos definir exatamente como sejam, mas são belas! Ótimas semanas a ti. Abraçosssssss

      Excluir
  8. Dos momentos em que a realidade é tão, tão melhor, e mais linda, e mais intensa, que despretensiosamente supera o mais incrível sonho!!! Ao coração então só cabe recordar e revivê-la seja nas lembranças que mantemos guardadas só pra gente, ou dividi-la através das palavras e da poesia, assim como você o fez. Agradecer-te e parabenizar-te é o que nos resta, já que o encanto nos tira maiores palavras! Lindo demais, Lucas!!! Beijooo!!

    Ps: oportunamente, deixo meu obrigada pela lembrança carinhosa de ontem! Como sempre, tuas palavras foram agradavelmente belas! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não que o sonho não seja belo! Mas é que se esvai sem ter sido palpável... Daí a realidade ser-lhe sempre superior. Mas quando a realidade é envolta pela bruma do tempo, pelo nimbo da memória, então, o que foi realidade? o que foi sonho? Como explicar à mente, ao coração? Gratíssimo! Parabéns a ti. Beijosssssss

      Excluir
  9. Nice post :) Yes, I follow you on gfc #106, follow back?

    http://itsmetijana.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Realmente lindo! Ás vezes torna-se difícil de distinguir se certos momentos incríveis e até inesquecíveis foram ou não apenas frutos da nossa imaginação. Já me aconteceu várias vezes.

    r: Eu não conseguiria fazer uma lista tão completa e profunda. Obrigada :D
    Beijinho*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reconstruir, na mente, um beijo que já não será; reconstruir, no coração, um sorriso que já não haverá; reconstruir, na pele, um toque; reconstruir, nos ouvidos, uma voz única, e nos olhos uma imagem agora impossível para sempre... Isso é uma rede? É um campo de sonhos? Foi real? É imaginário? Quem pode responder a isso? Por isso, apesar de eu não ser definitivamente poeta, amo ter escrito este poema. Beijosssssssss Nota: Mereces!!!

      Excluir
  11. Muito belo...e escolheste a trilha sonora perfeita para acompanhar essas belas palavras! Acabei de adicionar essa música a minha playlist.
    Bjs e boa semana mocinho =*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato! Essa música foi lançada quando eu tinha 17 anos. Eu a ouvi como lançamento na Antena Um, estava sentado encostado numa árvore, vendo uma menininha brincando no balanço de um grande parque de minha cidade; de repente, viajei para um ano antes e escrevi. Não sou poeta, não imagino como tenha escrito. Acho que foi porque a letra e a menininha falaram de algo que eu tinha perdido para sempre, para um imprevisível acidente. Curioso, quando ouvi a música a segunda vez, percebi que tinha gravado quase a letra toda! rsrsrs Boas lembranças! rs Beijosssssssss e boa semana, menininha

      Excluir
  12. Uau! Eu adorei tudo nessa postagem: as suas doces palavras e a magnifica música. Não importa se foi verdade ou não, o importante foi ter vivido a experiência de sonhar. Quem já não fez isso? Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Molte, molte grazie! A música é, deveras, um esplendor. tens ampla razão. O que já aconteceu fica um tanto aproximado, e sendo real ou sonho, o que queremos em bom número de vezes e casos, para além de lembrar, é viver de novo! rs Quem já não viveu? quem já não sonhou? quem já não ‘vivenhou’?! Beijinhossssss

      Excluir
  13. Sem palavras... Não sei nem o que comentar... Só que é um poema doce, sensível, mais que sublime, e todos os outros elogios que possa imaginar!
    Espero ler mais poemas teus! hehe
    Mil beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como é bom que tenhas gostado assim! Embora meu poema seja simples, agora bem sabes o que sinto ao ler-te, pois, deveras, procuro muito as palavras com que possa comentar-te... E não é fácil encontra-las! Queres saber? Trato de imaginar vários elogios, para assim saber o que quiseste expressar! rsrs Aviso-te apensas que este é o antepenúltimo de meus únicos cinco poemas (portanto, o do meio), e foi escrito há 13 anos atrás. Então, decerto que quero atender-te, mas talvez demore... Mille baciiiiiiiiiiii, principessa.

      Excluir
  14. Amo essas cronicas que nos fazem delirar na imaginação!! Lindo texto!!

    beijosss!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Delirar na imaginação é belo! rs Quanto às crônicas e aos poemas, também os amo. Muitos amam! Logo, fizeste muito bem em voltares a escrever! Gratíssimo a ti. Beijosssssssss

      Excluir
  15. Ola, Lucas! Não sei se gosto mais do q escreves ou do q respondes. rs. Tudo bom demais. Esse poema vem d encontro com o q descreves, Beijinhos.
    (...) Guardo-te num terno entardecer,
    que vejo da janela do meu coração.
    Os ventos, trazem o teu perfume.
    O silêncio, uma saudade que não cala.
    __ Bruno de Paula

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não sei se gosto mais de escrever ou responder. Então, empataste comigo. Contudo, estão bastante difíceis ambas as coisas. Meti-me numa experiência que me custa tempo e talento! E como ambos são curtos, pobre frasista! Grato pelo trecho que escreveste. É belo! Beijinhosssssss

      Excluir
  16. Combinação perfeita, música e poema lindíssimos...você e seu talento de encantar!

    Lucas querido saudades :)
    Um super beijo *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Garanto a ti que a música é! O poema ao menos tem alma, e almas costumam ser deveras tocantes. Encantar é um verbo digno dos mágicos, dos ilusionistas, dos grandes escritores... Sou um frasista, tu te lembras?! rs Saudades de ti também, querida sumida! Super beijossssssssss

      Excluir
  17. A arte da poesia, simples assim...Belíssimo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tens razão, poetiza. A arte da poesia é simples... e belíssima! Lisonjeias-me com tal referência. Justamente tu, que comumente em poucas palavras desvendas universos! Abraçosssssssss

      Excluir
  18. Nas palavras, um poema. No poema, a mais leve, doce e encantadora expressão de um querer correspondido, de um apego tão puro...!!! Quem me dera, um dia, conseguir traduzir com tanta riqueza um olhar amoroso, um sentimento tão belo... Tudo isso vive... em vc. Com admiraçao, meu abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 'A rede' é um dos poemas que mais gostei entre os que fiz ou li de outros autores. Perdoa-me dizer, acho que ele tem muitas nuances, muitas mensagens subliminares e um jogo de ideias interessante. Será que foi real aquilo que vivi, ou, por ser bom e breve demais, terá sido um sonho tão impactante que me iludiu? Mas, a felicidade, às vezes, não é isto?! Ter a admiração de uma poetisa consagrada é mais que sucesso - é privilégio! Admiro-te de coração.
      Abraçosssssss

      Excluir

A princípio, responderei a seu comentário, pois considero isso uma parte muito agradável da postagem.