Ganhei de todo mundo na geneiedade.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Longa estrada.
















           Primeiro poeminha de um garotinho de 13 anos para uma garotinha de 12 anos, no dia do aniversário dela, em 1997.

31 comentários:

  1. Que doçura. ( para nunca se esquecer )

    O seu blog faz bem ao meu coração. Um abraço Lucas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou-te muito grato! Se meu blogue faz bem a corações de poetisa, como é o teu, atingi muito além de meu humilde propósito de ao menos toca-los!
      Penso que a doçura que viste no poema é o reflexo em mim de alguém que, tendo vivido apenas até os dezesseis anos, ensinou-me tudo o que sei de vida, amor e poesia. Eu sou apenas o pálido reflexo do que uma poetisa excepcional reluziu no mundo.
      Beijosssssssss

      Excluir
  2. Muito lindo e que menino apaixonado!!!Adorei! abraços, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço-te muito. Ele era e é muitíssimo apaixonado, penso eu, que o conheço um pouquinho, rs. Ela também era, muitíssimo! Vês?! Há momentos em que mesmo um mero frasista alcança as margens generosas da Poesia... Abraçosssssss

      Excluir
  3. Lindo demais, Lucas!
    E só me ocorre pensar: que garotinha de sorte!!
    Beijinhosss!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratíssimo! Não são as verdades da vida e do amor?! Penso que a longa estrada e o amor eterno são os maiores sonhos do ser humano. O que me encanta, se me permites tal sinceridade, é ter isso ocorrido, ainda que não racional ou intencionalmente, a um garotinho.
      Ocorreu-te pensar assim porque viste o reflexo. O garoto foi o que foi, fez o que fez por quem o fez ser e fazer. É só reflexo... rssrsr Beijosssssssss

      Excluir
  4. Tão bom amar alguém e ser amado de volta, tão bom amar e ter certeza disso, não querer mais nada e nem ninguém em troca.

    Ame , porque apesar de tanta gente, hoje é meio que difícil esbarrar em alguém que vale a pena.

    Obrigada pelo carinho no meu blog.

    Beijos e tenha uma semana iluminada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi bom, é bom ter amado assim. Um acidente cortou isso para sempre. Ela faleceu num acidente, aos dezesseis anos de idade. Mas foi bom, é bom. Pois é bem verdade que no mundo há tanta gente, mas pouca gente que completa. Vejo-me, hoje, no exato momento e ponto de minha vida, em que parto para procurar e começar de novo. Assusta! rs Mas vai dar certo! Teu blogue é encantador. Uma preciosidade! Beijossssssss

      Excluir
  5. Que lindo!! O amor juvenil é encantador.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveras! As flores da primavera são mais cândidas, mais tenras e mais tocantes mesmo que a força calorosa do verão, quanto mais que outonos ou invernos que enfrentamos em nossas vidas. Beijosssssss, sol

      Excluir
  6. Que lindo, que querido!! *.*
    r: É verdade sim, e realmente pensei em ambos os lados. Acredito que haja sempre os dois lados da moeda!
    O da foto do lado direito? Sim, são os meus olhos :)
    Beijinhos*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço-te! O amor do alvorecer de nossa vida é deveras belo! Como disse um poeta nosso: 'como são belos os dias do despontar da existência; respira a alma inocência, como perfumes a flor...' Foi im amor belíssimo!
      E estás corretíssima: a maior parte das coisas é moeda de dois lados! E será sempre sábio não apenas conhecê-los, como também posicionarmo-nos da melhor maneira!
      Lápis lazuli! Uma preciosidade!! Belos, belos, belíssimos! Beijinhossssssss o

      Excluir
  7. Meu querido... Desculpe a demora para estar aqui.
    Vim agradecer as palavras tão delicadas endereçadas a mim.
    Aqui me deparei com um lugar cheio de doçura, poesia e sentimento exposto.
    Acompanho-te de perto aqora.
    Sinta-se abraçado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Percebi que, de fato, meu comentário em teu blogue tem algum tempo. Mas o mais importante é teres vindo e (melhor ainda) teres ficado.
      Agradeço-te muitíssimo as palavras carinhosas! Deveras, há aqui mais exposição de sentimentos que a prudência recomenda. O que sou, que é o que penso, está todo aí.
      Muito bom ter-te aqui! Beijossssssss

      Excluir
  8. Ai que amor Lucas!
    E como é gostoso falar de sentimento e ver o quanto cada um adquire sua importância em nossas vidas,adorei ler 😄
    Obrigada pelo carinho de sempre comigo lá no blog,me deixa muito feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é sempre gratificante por demais falar daa importância que os sentimentos têm, e vê-los tornarem-se ainda mais importantes à medida que os expressamos!
      Teus textos são magníficos!!
      Beijossssssss

      Excluir
  9. Que lindeza esse poeminha!

    Fico a imaginar como a garotinha ficou quando leu tudo isso.
    Bochecha rosada, mão suada e coração disparado.

    Estou de volta depois de um "longo inverno" rs.

    Vou ler tudo o que escreveu neste tempo.
    Um beijo

    Thatá

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Posso ajudar a tua imaginação! Ela apresentou todos os indícios que apresentaste! rs Ela ficou extasiada! Disse, naquele italiano carregado do norte que o menino era um grande poeta. (Não que poderia talvez ser ou que viria a ser, rs, mas que era). Exagero de italianos, de extasiados e de perdidamente apaixonados. Mas Isadora faleceu aos dezesseis anos, e não viu que seu eterno namoradinho não se tornou além de um humilde frasista... rs
      Fizeste muita falta! Teu longo inverno congelou-me a mim de saudades.
      Bom ter-te aqui. Beijossssssss, Thá!

      Excluir
  10. São as gratas surpresas que os caminhos podem oferecer.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É vero! Algumas surpresas têm tal poder sobre nossos sentidos, sobre o corpo e sobre a alma, que a emoção delas perdura incólume décadas a dentro! Grande abraço, meu amigo!

      Excluir
  11. Que poema mais lindo! Espero que a guriazinha tenha feito dessas palavras uma bela recordação, pois elas não merecem ser esquecidas. Beijinhos estalados...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Decerto, fez. Este poema ficou nas primeiras páginas de todos os seus cadernos e livros. Hoje, o menini tem um desses cadernos e um desses livros com seu poema na letra dela, com uma frase abaixo: 'mille anni d'amore per te!' Mille anni! Beijinhossssssss estalados

      Excluir
  12. Que primeiro poema, hein!!! Lindissímo
    Desejo só que esses caminhos continuem enfeitados de amor.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, o menino teve uma sorte formidável, penso eu! A poetisa era a menininha. Dos dois, quem gostava das letras era ela! O menino só queria ser psicólogo quando crescesse. Não que haja incompatibilidade. Se não me engano, do que sei da história, uma fatalidade separou seus caminhos. Ele a perdeu para um acidente. Mas o poema ainda fala tão forte quanto no dia em que foi escrito numa folha do meio do caderno dela. Beijossssssss

      Excluir
  13. Não diria ser um poeminha. Mas um poema lindo, com versos de puro sentimento, com traços de inocência e destemor, com um elo tão mágico, que a gente lê mil vezes e, em cada vez, sente a mesma magia. Isso se chama AMOR...
    Belo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mara, gratíssimo por teu carinho! Sim! É um poema de pureza, inocência e destemor! São versos de quem acredita na veracidade do seu relacionamento. De quem o vê, como leste perfeitamente, como mágico! E o nome desse olhar é, deveras, amor. Belíssimo, o teu comentário. Abraçosssssss

      Excluir
  14. Esse foi um presente mágico. As palavras são capazes de tanta coisa...
    Vc é o menino? A menina vive ainda no coração do poeta. Somos todos meio poetas, não ganhamos uma cadeira na acadêmica de letras, mas ganhamos um sorriso de alguém ou uma lágrima e isso é tudo.
    A cada texto um pouco mais da escrita.E gosto dela.Ja do autor nada sei. Visto que eu mesma escrevo de mim, dos outros, do mundo...


    P.s: vou parar ou capaz de ler tudo hoje rs

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi... As palavras são mágicas. São mais mágicas quanto constroem, quando partem do coração. A menina faleceu num acidente de trânsito, e o menino precisou deixá-la num canto do coração, para seguir a vida.
      Todos nós nos aventuramos em poesia. Eu, particularmente, nunca vou ganhar cadeira em academia, pois minhas poesias são simples. Mas talvez algum dia eu ganhe uma lágrima ou um sorriso. O que me fará o maior dos premiados.
      Muito bom que você goste da escrita, isso é muito especial. Quanto ao autor, por que você não pergunta a ele mesmo, para saber algumas coisas? Acho que ele também não vai ficar sem perguntar. lucasnspinho@outlook.com
      Eu ainda vou no seu blog ler e comentar. Quem vai ter dificuldade de parar serei eu. Beijo

      Excluir
    2. Lamento a perda. Lamento de vdd. Fico contente que esteja seguindo a vida. Viver é incrível e tão rápido...
      Ganhou alguns sorrisos meus. Aqui tem posts muito bons que fazem pensar e que alegram.
      Penso que o autor é um rapaz muito muito muito ocupado. E que não gostará de ser incomodado. Penso até que já o aborreci.
      Vá mesmo quando tiver um tempinho, entre um dia de 30horas e outro.

      P.s: Sorry

      Bjs

      Excluir
    3. Obrigado! Que bom, ganhar seus sorrisos! O rapaz do blog ficou sozinho no blog, então é muito, muito ocupado para visitar a todos e para responder a todos. Mas ele não é incomodado por você, nem se aborrece com você. Pelo contrário. Sua companhia é muito boa. Tenho ido ao seu blog, mas as duas vezes que comentei ainda não apareceram. Bem, se você não me escrever no e-mail, é mais demorado nos comunicarmos por respostas aqui. E eu também não poderei escrever para você, porque não tenho o seu. rs Beijo

      Excluir
    4. Tudo bem Posso esperar uma eternidade ou duas rs
      Entendo que seja ocupado, por isso to vindo menos rs
      Depois lê o que comentei no teu post: um pouco sobre mim

      Os teus comentários estão aparecendo sim, mas vc tem comentado nos mais antigos. Por isso não vê.

      beijos

      Excluir

A princípio, responderei a seu comentário, pois considero isso uma parte muito agradável da postagem.