Ganhei de todo mundo na geneiedade.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Mal?!







Agora, eu padeço desta esquisitice... Toda vez que alguém fala de amor, toda vez que uma cena marcante acontece, toda vez que o sol se põe atrás do horizonte... - o brilho do teu olhar vem à minha mente,  e o brilho do teu sorriso emoldura um quadro no quarto mais profundo do meu pensamento e jorra sobre meu coração um desejo enorme de estar onde estás! Que razão haverá nisto?! Que mal será este?!
Lcc

sábado, 2 de janeiro de 2016

Relativismo...












Eu não tenho uma ideia completamente formada sobre relativismo existencial, mas penso que mais ou menos assim eu o poderia descrever: alguns se enfadam do que são ou têm e lhes parece banal... - e outros dariam tudo, tudo em sua sofrida existência, para que o conseguissem ser ou ter!
Lcc