Ganhei de todo mundo na geneiedade.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Parar.














Ah, se todos os que correm 

20 comentários:

  1. Ah! Seria muito bom e diferente! abração,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria! Provavelmente, menor número de descobertas na área do lazer, do prazer, da utilidade... Em contrapartida, maiores descobertas na área da cura, do bem estar, da saúde, da vida... Sucesso social e econômico menor... Paz, amor familiar, tranquilidade maiores... A vida é uma troca. A questão da vida é saber qual lado de uma troca compensa melhor. Abraçossssssssss

      Excluir
  2. Bom dia, Lucas
    É verdade, precisamos parar e observar o nosso próximo que muitas vezes, precisa apenas de um abraço. Obrigada pelas palavras abençoadas no meu blog. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o próximo é o reflexo de nós. Somos próximos dos nossos próximos. Se houver uma onda de valorização do próximo, abençoaremos e seremos abençoados, não resta dúvida.
      Eu é que te agradeço pelas excelentes mensagens que tens postado, e que edificam a muitos! Abraçosssssssssssss

      Excluir
  3. O mundo precisava aprender isso.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisava. Devemos continuar tentando contar isso a eles! rs Bjokassssssssssss

      Excluir
  4. Vixe.. hoje em dia saímos atropelando tudo e a todos.. Só uma respirada. Um freio, um ponto. As vezes só sentar, tomar um café e suspirar. Uma vírgula, um fôlego já faz toda a diferença.

    Enquanto as pessoas nao se esforçam para serem a mudança, que sejamos nós, exemplos.

    Toda semana tem 1 dia que eu relaxo. paro tudo, páro a mente. reflito, penso. coloco as ideias em ordem ou mesmo o "vazio" em ordem.

    Vamos ser o melhor do mundo, para o mundo....
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É vero. É um atropelo só! E a vida é lenta! Os verdadeiros prazeres são lentos, as verdadeiras e saudáveis atividades são lentas. Comer só faz bem lentamente. Beber... Beijar... Amar... Viver... Caminhar... Plantar... Regar... Nascer... O corrido tira o sabor de qualquer doce, tira a alegria de qualquer comemoração, poda a felicidade de qualquer encontro. É lento e gradual, o que é bom, o que faz bem, o que edifica para nunca mais cair. O mais é pressa. E o que quer que seja construído com pressa corre sempre o risco de ruir... Beijosssssssssssssss

      Excluir
  5. Acredito que o mundo seria bem melhor. Belíssimo pensamento, caro amigo. Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passando para agradecer a tua doce presença e, também, para desejar um ótimo domingão. Beijinhos.

      Excluir
    2. Cara amiguinha, gostei deveras do ‘caro amigo’! Decerto, o mundo seria bem melhor. E não é utopia, não é devaneio, não é loucura de um sonho perdido numa noite de verão... É possível. Eu queria tanto que as pessoas cansassem da vida que levam e resolvessem viver para o melhor! Queria tanto que os políticos parassem de correr para roubar de um lado para o outro e gerassem uma grande nação neste país! Queria tanto que não houvesse tanto remorso pela perda de tanta mãe, de tanto pai, de tanto filho, que perdemos para nós mesmos e para o tempo que não parou enquanto vivemos correndo atrás de renda... Mas, enfim, cada um precisa mudar e decidir viver. É isso. Beijossssssssssssssss carinha amiguinha

      Excluir
    3. Passando para agradecer tua dulcíssima presença e te desejar um belíssimo domingo. E beijinhossssssssssssss estalados, é claro

      Excluir
  6. Disseste uma das verdades que tenho de me recordar sempre! Na correria dos dias acabamos deixando passar tantas coisas, pessoas e momentos, que o coração de quem vive acelerado não percebe a vida, não a vive de fato, apenas passa por ela. É como se estivesse a correr por uma estrada olhando apenas para o ponto central dela, no qual só se vê o que está a frente, mas as flores, as paisagens, os devios, os acostamentos (que poderiam ser um sereno descanso), o que se passa de mais belo fica para trás, não é notado, a estrada não é apreciada, e portanto a viagem não é vivida.
    Lembra das flores brancas? Acabei por coloca-las como fundo de tela do celular, para sempre me lembrar de descelerar e perceber as flores na minha vida. Pra me lembrar que o que importa é viver!
    Um terno abraço meu amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, o coração dentro de um corpo acelerado acaba por acelerar-se e não percebe nada! Olhe que não estamos pedindo vida parada, estagnada. Estamos pedindo que se olhe a estrada, que se pare um minuto num campo florido, ou à sombra de uma árvore, ou numa lanchonetinha... E se veja a estrada da vida, aqui e agora, e não o ponto de chegada lá à frente, como tu tão belamente disseste. Tens razão!
      Lembro-me das flores brancas! É belíssimo o que fizeste! O fundo de tela do meu celular traz sempre alguma imagem de um grupo literário a que pertenço. Serras, praias, lagos, rios, céus estrelados... Para, como tu, não nos esquecermos de que a vida é o aqui e o agora, semeando para o futuro com a serenidade de quem vive e semeia, porque as duas coisas não apenas são possíveis, mas se completam. Penso que a viagem me fez muito bem! Que terra linda! Eu sou feliz, e isso é muito, muito belo. Ternossssssssssss abraçosssssssssssssssss rsrsr

      Excluir
  7. Uma pequena frase e saio daqui repensando toda a vida...rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde que voltes, podes e deves sair daqui, sim, repensando a vida! Emil Zatopek, um grande corredor maratonista tcheco, disse uma vez: ‘Somente uma pessoa que não aprendeu nada, não modifica suas opiniões’. Quando aprendemos, mudamos. Perceptível ou imperceptivelmente. Fico deveras encantado que uma frase tão curta possa ter tido um efeito tão belo. Isto me enriquece, seriamente. Repenso toda a minha vida várias vezes ao ano. (risos) Beijossssssssssssssss

      Excluir
  8. É verdade. Queremos tanto o que não temos, e muitas vezes perdemos o que tínhamos e há coisas que jamais voltam.

    ResponderExcluir
  9. É o que mais vejo, em todos os lugares. Os poucos que querem viver chegam a parecer pequenos diante dos que querem ganhar a vida a todo custo. É uma pena, até porque, se não fazemos valer nossa vida como seres humanos, quem o fará por nós? A sociedade está superficial em demasia, exageradamente, e se há alguém com sensibilidade sobre a visão da vida e de mundo, parece louco. Mas, afinal, vivemos para quê?

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Verdade!

    r: Por muito amor que se tenha, se não houver confiança dificilmente as relações avançam

    ResponderExcluir
  11. Que instante mágico e belo seria esse se acontecesse!

    Beijos!

    ResponderExcluir

A princípio, responderei a seu comentário, pois considero isso uma parte muito agradável da postagem.