Ganhei de todo mundo na geneiedade.

terça-feira, 7 de junho de 2016

'Pertencência'.



















Menina, a minha mente 

20 comentários:

  1. Olá Lucas
    Pertencer a alguém é bom demais. Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Sim, deveras! 'Pertencência' é uma virtude de felizes. Belo demais, como bem dissestes. Abraçossssssssssss

      Excluir
  2. Tanta lindeza em palavras. Só você mesmo. Bjs. Boa noite

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou-te grato. Quiça, beleza em palavras me alcance, pois é tão bom comunicar-se com as pessoas por elas, e alcançar em suas mentes a reciprocidade! Bem que tento! Beijosssssssssssss e boa noite a ti

      Excluir
  3. O que você escreve é muito inspirativo para nós. Outro dia, conversamos sobre seu amor intacto por essa menina que nunca perdeu o lugar no seu coração e nos perguntamos se seríamos capazes de um amor ausente por toda a vida.Eu não sei se seria. Isso é ao mesmo tempo lindo e uma pena.
    Saudades de nossos encontros vê se aparece mais, está trabalhando muito. Beijos
    Bella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinto vossa falta. Aguardo com certa expectação o vosso fc. Deveras, será belo. Bella, penso que 'amor intacto' são os termos mais generosos que já li. Penso que não hoje eu seria mudado lá no fundo por outra intenção ou tentativa sequer. Então, não é mérito, mas é tão somente incapacidade. Vês? Sou incapaz do contrário do que tu pensas que talvez não fosses, se me entendes. Tu estás presa nos estudos e já gazeteastes o suficiente pelo semestre, por incitação de certa pessoa. (sorriso) Mas haverá oportunidade. Beijossssssssssss

      Excluir
  4. Bom dia, Lucas!Eu me ausento, mas sempre volto...
    Bom demais receber tua visita, sempre!
    Tuas palavras engrandecem meu dia.
    É confortante ver que existe pessoas assim como você, lindas!
    O mundo precisa de mais Lucas, tenha certeza disso!

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joana
      Deveras gratificante tua presença aqui. Bom que voltes, decerto, mas ausência de poetisa é ausência de primavera. Então, fica esse outono/inverno perverso como o de Jundiaí e São Paulo, fazendo respectivamente 3 e 7 graus nas longas noites. (risos)
      Não, querida amiga, são as tuas palavras que engrandecem o meu dia, se me permites o arremedo simplório. Ainda assim, gratíssimo pelo teu carinho. O mundo precisa, deveras, de mais amor, de mais compartilhamento, de mais poesia, de mais humanidade. Não tenho palavras para agradecer-te.
      Quisera que não deixasses tanto tempo sem escrever. Perdoa-me dizê-lo.
      Beijosssssssssssssss poetisa

      Excluir
  5. Quanta leveza nas tuas palavras!
    Adorei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratíssimo, Gabriela. Também tu tens estado ausente. Como podes ter conquistado a admiração, respeito e costume de tanta gente e eles-nós ficarem tanto tempo sem tuas preciosíssimas crônicas?
      Gratíssimo por tuas palavras carinhosas.
      Espero poder ir ao teu blogue logo.
      Beijosssssssssssss

      Excluir
  6. Respostas
    1. Também achei profundamente bonito! Muito obrigado! Abraço

      Excluir
  7. Oi Lucas,
    E essa cadeia de pensamentos que nos prendem a poesia do amor?
    O que fazer?Sentir e sentir.
    Adorei esses versos.
    Abraço =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo a ver, Suelen. O amor é uma cadeia de pensamentos, e aí, cadeia tem o seu melhor sentido, seu único sentido bom. Sentir e sentir, sentir e conquistar o sentir. Sentir junto. Gostei muito do pensamento! Obrigado. Abraço.

      Excluir
  8. Uau... Não tinha visto esse.
    \o/
    Não sei se por eu ser estranha e não muito moderna me encantei por ele.
    A ideia de pertencer a alguém é fascinante. É uma entrega que exige confiança, desprendimento e amor.
    "Sou tua", então não sou mais minha.
    Mas parece até pecado ter um pensamento assim hoje.
    Alguns até diriam que é loucura.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau digo eu! rsrs Primeiro, porque você me chamou de estranho e não muito moderno! Você se disse estranha e não muito moderna porque se encantou pelo texto, logo, o que é o texto e o autor do texto? rsrsr Mas eu a desculpo porque você se encantou, e isso foi muito legal, compensou de longe eu ser estranho, não muito moderno e até mais uma ou duas coisas que você queira dizer. rsrsrs
      Meu segundo uau vai para a descrição fantástica da minha ideia nas suas palavras. É totalmente fascinante “ser seu” porque isso exige uma confiança e uma reciprocidade raríssimas. Concordo! Tem que ser “o casal”! Tem que ser “o cara” e “a menina”! Os dois têm que se paquerar e depois se gostar e depois se unir de uma forma única no mundo.
      Meu terceiro uau vai para o pecado. Com todas as três letras, S-I-M, é até um pecado chegar a pensar em ser de alguém dessa maneira, hoje em dia. Mais que pecado! É loucura de doido. Mas, quer saber, eu seria doido.
      Não sei como é seu tempo. Se quiser comentar textos mais antigos meus, comentarei alguns seus. Os seus, você sabe quando eu comento, porque você tem que autorizar os comentários. E os meus, eu sempre posso saber quando alguém comenta. Valeu. Beijo

      Excluir
    2. Nossa. Agora fiquei sem graça rsrs Não acho vc estranho ou não muito moderno. (Ainda não criei uma opinião rsrs)
      É que hoje com o feminismo e o desapego masculino (de alguns, não todos) uma garota pensar em pertencer a um cara é meio que loucura. (pra os outros).
      Acho que me impressionei pq penso dessa maneira, achei bonito, intenso e doce ao mesmo tempo.
      Ainda bem que não se ofendeu rsrs
      Talvez eu tenha nascido na época errada. Vai saber?
      Adorei a ideia de comentar mais por aqui. Se eu não tiver tempo roubarei algum rs

      P.S: Seria doida tbm

      Beijos

      Excluir
    3. Pois eu acho você estranha e não muito moderna. Onde já se viu, encantar-se com essa ideia antiquada de 'ser' de alguém e 'ter' alguém 'seu'?!
      O feminino está forte e forçando barras, e a frieza e desequilíbrio masculinos fazem amar intensamente ser loucura mesmo, falta de prudência, risco, perigo.
      Novamente, se você achou bonito, intenso e doce, valeu eu ser estranho e atrasado. rsrsrs
      Você não nasceu na época errada. A época está errada. Venha comentar, e eu vou no seu blog. Inventarei um tempo. Beijo.

      Obs.: Bem, então somos dois doidos.

      Excluir

A princípio, responderei a seu comentário, pois considero isso uma parte muito agradável da postagem.