Ganhei de todo mundo na geneiedade.

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Tropeços.













Ela tropeçou numa súbita e irreprimível confissão de amor, chocou-se contra o medo de não ser correspondida e caiu no chão duro da impossibilidade de voltar atrás?... Era tarde, agora...

Mas aí ele estendeu os olhos para os olhos dela e a levantou de onde quer que fosse, para sempre, com estas palavras: eu também a amo!
Ll

14 comentários:

  1. Assim faz bem levantar! Lindo!! abraços, chica

    ResponderExcluir
  2. Falar do amor que se tem para alguém amado que também corresponde a esse amor é uma experiência incrivelmente realizadora. O problema para quem ama está quando o outro não corresponde em nada, sentimento nenhum. Deve parecer que a vida tombou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo. O problema, na verdade, é quando já se falou e bate aquele arrependimento, porque a pessoa pode não corresponder. Aí, o negócio tomba mesmo. Valeu.

      Excluir
  3. Olá Lucas
    Como é gratificante o amor correspondido. Abraços amigo e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que nem você não ter estudado para a prova, chegar na cara e na coragem, e a professora dizer que vai dar a prova na semana seguinte! É o máximo! Abraço e ótimo final de semana

      Excluir
  4. Sobre essa confissões de amor, elad são pura coragem. E o melhor da queda é a possibilidade de se levantar de mãos dadas com o amor. Se não for assim... Segura na coragem e levanta também!
    Abraços!! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho essa coragem. Nem pura, nem misturada. Prefiro que a corajosa caia, aí, se vou cair também e a gente vai brincar de pif-paf ou se eu vou levantá-la para ela pegar um táxi, é outra coisa. Mas euzinho, nem me dando rasteira. rs Abraço

      Excluir
  5. O desfecho dessa estória - tantas vezes vivida pela humanidade - resulta em pura felicidade. E mais ainda por sabermos que nem sempre essas estórias acabam assim, rsrs.

    Beijoca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando dá certo o negócio é igual pular na piscina sem olhar e depois de cair, ver que ela está cheia. Ufa!!! Parece que não, mas muita piscina está sem água, para alguma reforma. Meu primo foi num sítio, pulou numa piscina, ela não tinha água. Um braço e uma perna quebrados. Pois é, nem sempre a piscina tem água nos relacionamentos... rsrsr Beijo

      Excluir
  6. E ela foi salva. Acho que não há mais bonito do que quando amamos e recebermos amor de volta.
    Pq nem sempre isso acontece. Quase nunca na vdd. Quase nunca.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você acertou, ela foi salva. Pelo gongo. Também acertou quando escreveu que quase nunca acontece. É uma imprudência, eu acho. Beijo

      Excluir
  7. Gostei do final... algo raro. Aqui ao menos há esperança ;)

    Belo pensamento!!

    Boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, hoje em dia a dignidade e a correspondência são raros. A esperança deve prevalecer.
      Obrigado. Boa semana

      Excluir

A princípio, responderei a seu comentário, pois considero isso uma parte muito agradável da postagem.