Ganhei de todo mundo na geneiedade.

terça-feira, 21 de março de 2017

Aí quebrou as pernas












Poxa, eu estava no MacDonalds e vi que um cara passou do lado da mesa de uma menina quando ela estava distraída lendo um livro deixou um guardanapo e saiu, deu alguns minutos ela parou de ler, viu o guardanapo pegou e ficou lendo, sorriu um sorriso sensacional e ficou procurando em volta quem tinha sido e aí eu fiquei tão curioso que eu fui até ela. O cara tinha ido embora mesmo...
Eu disse para ela me desculpar pelo guardanapo ela disse não, foi a coisa mais linda que eu já li eu disse que é isso, foi simples... ela disse ah foi mesmo você que legal... Nós ficamos ali conversando, ela perguntou por que você mudou de ideia? Eu pensei virges! Que sinuca. Falei, as vezes a gente até quer uma coisa mas faz outra ela disse foi uma coisa linda, eu disse posso ler ela disse é seu! Depois disse não, agora é meu, riu e disse mas te deixo ler.
Peguei estava escrito:

Por que é que os caminhos se cruzam, se não for
para decidirmos o que será dali por diante?
a luz dos teus olhos entrou pelos meus olhos
e eu pude perceber, no mesmo instante
que nossos caminhos se cruzaram pelo olhar!
Tu não me percebeste, mas eu
Não posso mais deixar de ter te percebido!
Não posso mais voltar!
Se puderes decidir se queres novamente cruzar
teus olhos e teus caminhos com os meus,
volta aqui outras vezes, e talvez possamos
decidir se será um longo olá ou um breve adeus...
Tu me perguntarás: "que dia será esse"?!, mas eu quero
dizer-te apenas que, qualquer dia que seja
eu te espero, eu te espero!

Pensei papagaio que cara miseravi de bom, e disse para a garota algo me disse que o dia é hoje! Ela com lágrimas nos olhos eu disse eu vou no banheiro e já volto... Quando voltei, nada mais da menina. Falei ué! Uma menina da mesa do lado falou não leva a mal eu disse para ela que tinha sido outro rapaz e que ele desceu a escada. Cara, essa não deu para você, você sabe porque ela chorou? porque o título do livro dela era daria tudo por um encontro, da Helena Curstein, por isso o cara escreveu, porque ele concluiu que o livro era a vida dela. Não estraga isso tá. Eu falei, sem comentários e saí. Não sei no que deu depois.


10 comentários:

  1. Foi ficção ou verdade, pq se vc fez isso foi um tremenda cara de pau rs...
    Não tem como não rir com você.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkk Bellzinha, se eu tivesse feito isso não ia ser um tremendo cara de pau mas um tremendo safado, mal caráter kkkkkkkkkkkkk Mas não fiz não, foi uma amiga ex-namorada que duvidou que eu fizesse uma história engraçada com um assunto sério. Quando é caso de verdade eu assumo, mas no poço sem fundo de sorte que eu sou, se eu escrevesse num bilhete lá em cima tem um tiroliroliro, cá embaixo tem um tirolirolá, a menina pensava que eu era Drummond. Eu só não tive sorte ainda com uma mulher que é a mais gata que eu conheço. Vai rindo! Beijo lorinha

      Excluir
  2. Mesmo que a segunda moça não tivesse intervido, uma hora ela iria perceber que aquele (cara de pau) não era o dono do guardanapo... gostei da história!
    Bem, vi que é fictícia pela sua resposta acima, mas preciso perguntar, e o poema? É seu? É impossível não me atentar para ele rsrs
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É numa dessas eu acho que não ia colar porque ela ia pedir outra poesia e aí ia tudo para o ralo, a história foi legal né não? Valeu a participação. Aí sua pergunta foi dez porque eu fiquei cuidando para não esquecer e cuidei tanto que esqueci de colocar meu amigo, a poesia é do Lello Bandeira, dentro de duas coisas que eu pedi, uma poesia de um rapaz para uma moça e pedindo para ver ela de novo em outro dia. Beijo

      Excluir
    2. Pensei justamente nisso... Ela pediria outra, lida ou recitada, e ele não saberia. A história foi muito legal!
      Lindo poema do seu amigo.

      Excluir
    3. Se bem que se fosse na vida real que ela pedisse outra eu de primeira respondia para ela lá em cima tem um tiroliroliro, cá embaixo tem um tiro lirolá e daí já puxava uma poesia forte eu sou muito do improviso comigo é dessa maneira. A poesia foi razoavel sim, legalzinha aí eu criei uma história fantástica, mas falo isso com toda modéstia. Abraço

      Excluir
  3. Gostei bastante dessa nova crônica. A poesia é de uma beleza ímpar. O teu amigo está de parabéns. Sobre o comentário no meu blog, eu aceito fazer um dueto com você. Para isso, eu preciso de um meio de contato com você. Eu e ele escrevemos através do Whats. Escrever em dueto é muito bom.
    Ótima semana! Beijinhos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, eu achei a crônica sensacional, a poesia também é bem razoável, poxa, então podemos fazer um duelo quero dizer dueto a gente pode se falar pelo zapes, passa seu número ou pega o meu pelo email, o meu está aí em cima. Uma vez eu escrevi em dueto com uma menina saiu uma poesia linda, o pessoal ria quando lia, acho que era uma poesia muito feliz, então ótima semana, beijo.

      Excluir
  4. Você é bem atrevidinho, mas isso não faria. hehehe Desculpe, mas o poema é tudo. É simplesmente lindo. Crie mais histórias com poemas. Boa noite

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Gosto que você fala as coisas de boa na lata, mas eu não faria não, não é ou não é? A poesia é razoável, tipo ajudou a beleza do meu texto mas eu sou modesto demais para falar disso. Vou criar histórias com poesias, mas eu que vou fazer me aguarde. Beijo gatona

      Excluir

A princípio, responderei a seu comentário, pois considero isso uma parte muito agradável da postagem.