Ganhei de todo mundo na geneiedade.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Noiva sem juízo - parte final.














Maria Luiza estava estonteante demais. Uma mulher arquejante com um vestido daqueles virava a cabeça do cidadão. Como é que alguém permite o casamento com um vestido daquele? O cara pensou caraca que é que eu faço com uma mulher desse tamanho na minha frente? Veio o costumer cheio de frufru e disse que a noiva não estava pronta, e que o motorista tinha chegado cedo. "Ele sempre chega mais cedo que todo mundo", ela disse sem querer. Os seios arquejantes. O cara pensou que o melhor era não dizer nada e só perguntar se ela queria ir para um resort em Aracajú. Mas e o noivo, aquele fela da mãe? E os convidados? Ela pensou se esse cara disser que me leva para a praia de Guarujá eu topo agora, esse vestido não me segura de agarrar ele, mas ele quer me levar para o casamento só de ruim que ele é eu não vou dar o braço a torcer, não vou pedir, mas para que raio eu fui dizer que casava com aquele songa?
Impasse!
O costumer, cheio de frufru, vamos meu bem. O cara ali, vestido de motorista, não tirava os olhos dela, nem do decote arquejante dela...
Ela tomou coragem, chegou pertinho do cara e sussurrou algo no ouvido dele! Às favas com essa droga de orgulho! Ele respondeu uma coisa no ouvido dela, ela riu demais, falou, não, não não, não faz isso comigo, rindo... Ele disse outra coisa no ouvido dela e ela se arrepiou dos pés à cabeça!
Veio o costumer com cara de frufru, ia falar, o cara disse para ele: vai se catar, framboesa!
Pegou a menina pela mão, saíram correndo!
Tinham muito que rodar!
Ah sim, não vou deixar você na curiosidade. Ela disse no ouvido dele para de olhar meus seios! ah, vai se eu não casar com você não caso com mais ninguém, me leva para qualquer lugar, quanto tempo você acha que eu aguento dentro desse vestido sem te agarrar? Ele disse vai ter que aguentar até Aracajú, que a gente está indo para um resort lá, ela riu muito e disse não não não, não faz isso comigo, então ele disse mas posso dar uma parada na primeira praia que aparecer, pode ser Guarujá?
Ela se arrepiou dos pés à cabeça, literalmente.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Noiva sem juízo














Tem coisa que só dando com um gato morto na cabeça das pessoas!
A garota gostava do cara, gostava mesmo, mas aí ela queria casar e o cara disse eu não vou enganar você eu gosto de você, mas não posso casar agora, porque o povo conta comigo. É muito coração sentido para eu consolar. Ela disse se você não casar comigo vou casar com seu melhor amigo que vive dando em cima de mim. O cara disse você não faria um troço desses porque cinco de suas seis amigas deram em cima de mim e eu não saí com elas. Só a sexta que eu vacilei um pouquinho mas você perdoou. Ela bateu o pé pois eu faço duvida?
Ele implorou olha eu faço o que puder mas não cometa uma loucura. Ele adorava a palavra cometa. Mas não é que a danadinha ficou noiva do melhor amigo dele. Ele disse para o amigo cara ela vai te trair e o cara disse duvido porque ela só me trairia com você e você ela não quer mais, ela te odeia e não quer ver você pintado.
Ele se enfezou tanto que no dia do casamento, alugou um um carrão e parou no salão do dia da noiva, vestido de motorista e entrou lá, disse para ela olhos nos olhos vim buscar a senhora dona Maria Luiza...
Pense numa mulher gelada, branca, pálida, arquejante. Eu adoro a palavra arquejante. Me lembra os seios femininos mostrando a respiração forte!
Se você quer saber o final disso vai ter que esperar que a tinta da caneta acabou por hoje.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Azar miseravi.



















O cara vinha no seu carro bem e bem pela paulista, quando o carro de boa parou. Só isso, parou. Veio o guarda queria multar, ele explicou, chamou o seguro, os caras vieram, recolheram o carro. Que azar miseravi.
Como é que ele ia para a reunião de emergência na multinacional em que trabalhava?
Perguntou, perguntou, pegou um ônibus. A carteira tinha cartão de crédito, tinha tudo, mas de dinheiro só tinha dois reais, metade do valor da passagem. Que azar miseravi. 
Ele falou eu vou descer aí. O cobrador falou para o motorista ele vai descer aí. 
Mas aí, uma garota gata demais, de óculos escuro e um vestido longo tipo mágico falou quanto falta? Ele disse três reais, ela disse eu completo. Ele pensou, que sorte miseravi!
Ele disse para onde esse ônibus vai, ela riu demais, o sorriso de fechar um escritório e fazer greve geral. Ela falou Itaim Bibi, eu moro lá, meu carro está no conserto... Ele disse eu também. Ela disse, seu carro quebrou também? Ele disse meu carro quebrou também e eu também moro no Itaim Bibi. Numa altura dessas, ele moraria até no Itaim Fom Fom. Ela disse, que bom, então vamos conversando...
Ele pegou o celular, ligou para a multinacional, falou meu carro quebrou, não poderei ir à reunião.
O cara do outro lado da linha falou que azar miseravi. Ele sorriu, falou tudo bem, acontece. E desligou. Perguntou para a moça, você mora com a família?...
Ela disse moro, mas eles estão na França eu fiquei sozinha e deu um problema numa máquina. O cara falou com os olhos lacrimejando e sacudindo a cabeça  de pena da garota, que azar miseravi o seu, posso ajudar?
Ela disse você faria isso por mim?...

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Veja você!














O nome do cara era Arquibaldo, vulgo Xaxá. Ele estava começando a namorar com a Sunnie. Gente, a Sunnie era a coisa mais linda que esse planeta já produziu, mas Arquibaldo era o meu melhor amigo.
Sunnie me disse Nil, Arquibaldo só vive soltando pipa e ainda não saiu um beijo.
Eu pensei, veja você, que situação!
Eu falei, em que posso ajudá-la, Sunninha?
Ela disse, ahhh me leva para casa que eu vim aqui falar com ele e ele está lá na laje soltando pipa.
Eu pensei, veja você, que situação!
Eu disse, Sunninha, você é a garota mais bonita que eu já vi de frente, de lado e de costas, se eu levar você pra casa não vai prestar, mas o Xaxá é meu amigo.
Ela falou há um momento na vida em que a gente tem que tomar uma decisão, Nil. Eu estou tomando a minha.
Eu pensei, veja você, que situação!
Eu disse, tudo bem, Sunninha, mas você tem que terminar com o cara primeiro!
Ela falou tá bem e gritou Xaxá, não quero mais namorar com você!
Ele gritou da laje: Tudo bem, pede para o Nil me trazer um rolo de linha que tá na cômoda?
Ela pegou na minha mão... Suei frio, eu juro. Virges! Era linda demais!!! Quinze anos! Primeiro namorado...
Veja você, que situação!!!

sábado, 4 de fevereiro de 2017

798.














Se há duas coisas que eu adoro são números gigantes e contar esses números. Uma vez eu contei pacientemente setecentas e noventa e oito bolinhas. Levou quase uma hora entre a madrugada e o amanhecer.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017